O mês de fevereiro chega ao fim com um cenário animador para a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. De acordo com as informações repassadas ontem (26) pelos técnicos do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), o segundo mês do ano fecha acima da média, com 206 milímetros (mm) de precipitação. O anúncio foi feito durante reunião que avalia as condições hidrológicas da Bacia do Velho Chico, na sede da Agência Nacional de Águas (ANA), em Brasília (DF), e transmitida por videoconferência para os Estados inseridos na Bacia.

De acordo com os técnicos, a média da Bacia é de 175 mm, o que é possível planejar a sua manutenção durante o chamado ‘período seco’, que vai de abril a novembro. O volume útil dos principais reservatórios instalados na Bacia do Rio da Integração Nacional atingem um índice um pouco mais confortável.

A precipitação registrada até agora indica que o reservatório de Três Marias, em Minas Gerais, deve chegar ao dia 1º de abril com até 50% de seu volume útil; Sobradinho, na Bahia, 33%; e Itaparica, em Pernambuco, 15%. “Estamos prevendo que o nível de armazenamento em Sobradinho deverá permanecer acima dos 10% durante o período seco e o de Três Marias, acima de 30%”, anunciou o superintendente de Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas, Joaquim Gondim.

Durante a reunião também foi confirmada a redução da vazão de Sobradinho para o limite mínimo autorizado, de 550 metros cúbicos por segundo (m³/s) e, também, que Itaparica será responsável por liberar a vazão para a Hidrelétrica de Xingó, localizada entre os estados de Alagoas e Sergipe. Nova reunião para tratar do tema será realizada na próxima segunda-feira (5/03). Os encontros acontecem semanalmente, a partir das 10h.

Fonte Carlos Brito

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here