Nem mesmo o empresário João Duque de Souza, pai do prefeito Luciano Duque, escapou da criteriosa fiscalização ambiental da Secretaria de Meio Ambiente de Serra Talhada e da Agência Municipal Ambiental (AMA). Após uma severa poda dos antigos lírios que formavam uma frondosa sombra na calçada de sua residência, no cruzamento das ruas Afrânio Godoy e Joca Magalhães, João Duque foi notificado e autuado por infração ambiental.

O Farol de Notícias tomou conhecimento do fato a partir de denúncias de leitores, que ficaram indignados com o corte total das árvores. Em contato com o secretário de Meio Ambiente, Ronaldo Melo Filho, a informação foi confirmada e as medidas cabíveis também foram aplicadas ao empresário.

“Sobre a denúncia do senhor João Duque, ele foi notificado na segunda-feira (26) para prestar esclarecimentos, após fiscalização do pessoal, foi flagrado e notificado e foi feito o auto de infração. Foi hoje pela manhã (terça-feira, 27) na secretaria e foi autuado como qualquer outro cidadão de Serra a prestar contrapartida socioambiental. Pediu autorização para a retirada das árvores já que foi feita uma poda drástica”, esclareceu.

De acordo com o secretário, João Duque terá que plantar novas árvores no lugar dos lírios e doar mudas de vegetação nativa para ações de reflorestamento em Serra Talhada.

“Nós solicitamos que ele fizesse a reposição naquela área com vegetação nativa. Então, foi acordado que além da contrapartida socioambiental que ele vai ter que dar para o município, para que possamos reflorestar outras áreas, ele vai recolocar vegetação nativa. Ficou acordado que ele vai replantar ipês naquele local, por árvore que se corta, dependendo da situação se for doença ou alguma coisa, a gente diminui o valor. Mas, geralmente, são de cinco a três mudas por árvore a serem doadas”, finalizou Ronaldo Filho.

Via Farol de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here