Exatamente duas semanas depois um novo homicídio foi registrado numa mesma área da zona rural de Missão Velha. Por volta das 15 horas desta quarta-feira o jovem Genilson Silva Melo, de 22 anos, que residia na Rua Teodomiro Rocha (Timbaúbas)em Juazeiro, foi lesionado com um tiro na veia femural e morreu a caminho do Hospital Geral de Missão Velha. Ele trafegava numa moto Honda Fan 160 juntamente com Alexsandro da Silva Flor, de 21 anos.

Este último mora na Rua Pedro Henrique de Souza, (Bairro Leandro Bezerra) igualmente em Juazeiro e saiu lesionado com um tiro nas costas. Alexsandro recebeu os primeiros socorros no hospital de Missão Velha e foi trazido ao Hospital Regional do Cariri em Juazeiro. Ele disse à polícia que viajavam pela estrada do Sítio Cachoeira quando foram surpreendidos por dois homens numa moto Honda Bros de cor vermelha os quais efetuaram os disparos.

Ainda na conversa com os PMs, Alexsandro atribuiu a uma tentativa de assalto, porém nenhum objeto de valor e nem mesmo a moto foram levados. Segundo a polícia, Genilson respondia por crime de danos, enquanto o sobrevivente figura em procedimento como vítima de um assalto. O corpo de Genilson foi recolhido pelo rabecão no Hospital de Missão Velha e trazido para ser necropsiado na Perícia Forense de Juazeiro.

Este foi o primeiro homicídio do mês de março em Missão Velha e o quinto de 2018 no município ou 38,4% em relação aos 13 assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O último deste ano tinha acontecido na manhã do dia 21 de fevereiro, na estrada do Sítio Caldeirão perto da Cachoeira de Missão Velha, onde Antonio Alves de Souza, de 40 anos, o “Toin Beiçada”, foi morto a tiros na cabeça ao volante do seu carro. O mesmo respondia por assalto e morava no Sítio Malhada da Areia.

Por Demontier Tenório

Miséria.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here